O Pós-Operatório da otoplastia

A otoplastia tem como principal finalidade a correção das orelhas proeminentes, conhecidos como “orelhas de abano”, restaurando a harmonia facial.

A otoplastia é realizada através de pontos na cartilagem da região, moldando a orelha em um novo formato, que deixará uma aparência natural . A cicatriz da cirurgia fica situada na região posterior da orelha, no sulco retroauricular do paciente.

O procedimento pode ser realizado tanto em crianças - contanto que tenham acima de seis anos - como em adultos, mas, para que ocorra êxito nos resultados do procedimento, é necessário extrema cautela e zelo durante a recuperação no pós-operatório.

O processo de recuperação não é muito doloroso; geralmente, os analgésicos receitados pelo cirurgião para o pós-operatório amenizam a dor, mas é um momento delicado e essencial para o sucesso da cirurgia.

Recomenda-se que o paciente não durma sobre a área cirurgiada nos primeiros quarenta e cinco dias após o procedimento, com o propósito de evitar problemas na cicatrização ou até mesmo dobras na estrutura das orelhas. Evitar grandes esforços e atividades físicas nos primeiros dois meses após a otoplastia também é uma indicação.

O paciente deve buscar também utilizar, durante o período indicado pelo cirurgião malhas que ajudam a prevenir a reincidência da posição original das orelhas, além de proteger a região com algodões.

É de extrema importância que ocorra também o acompanhamento do progresso por parte do profissional que realizou o procedimento durante o período necessário, para que haja a certificação do êxito da cirurgia e para evitar complicações pós-cirúrgicas.